Colabore com o projeto Águas para a Vida

Joka Madruga Fotografia
Repórter fotográfico

Arquivo de September 2011

The Ecstasy of Gold, do filme “The Good, The Bad and The Ugly” (Três Homens em Conflito) de Sergio Leone 1966. A música é de Ennio Morricone.

, , , ,

Sep/11

25

Antares

Poesia e foto de Joka Madruga

, , ,

Sep/11

21

Joan Jett – New Orleans



, ,

O MNPR – Movimento Nacional da População de Rua, em parceria com seus apoiadores, convidam para o I FÓRUM METROPOLITANO DA POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA DO PARANÁ.

Data: 21 de setembro de 2011.

Horário: 08h30 às 16h30.

Local: Clube do Professor – Rodovia 277 – Km 27 – São José dos Pinhais

(Próximo ao IAP – Instituto Ambiental do Paraná)

Objetivos:

-  Sensibilizar para a implementação da Política Nacional para a População em Situação de Rua;

Promover a aproximação dos serviços de atenção à população de rua com o Movimento Nacional da População de Rua.

Municípios participantes:

  • São José dos Pinhais (Sede); Curitiba; Paranaguá; Guaratuba; Araucária; Pinhais; Almirante Tamandaré; Campo Magro; Colombo.

Público-alvo:

Usuários dos Serviços para População em Situação de Rua;

Gestores Públicos e de Entidades Sociais;

Profissionais dos Serviços afins;

Militantes do MNPR – Movimento Nacional da População de Rua do Paraná e demais movimentos sociais;

Estudantes.

Convidados:

Representante do CNAS – Conselho Nacional de Assistência Social;

Representante da Pastoral Nacional de Rua;

Representante do Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento da Política Nacional para a População em Situação de Rua, coordenado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR);

Representante do CAOP – Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça dos Direitos Constitucionais – PR;

Representante da Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social;

Representante da Diocese de São José dos Pinhais;

Representante do Movimento Nacional da População de Rua.

Informações e Inscrições:

Leonildo Monteiro – Coordenador /PR – MNPR / E-mail: [email protected] 41 – 8735-9386

Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua – SJP3381-5990 / 3398-2578

Apoio:

Secretaria de Assistência Social
Prefeitura Municipal de São José dos Pinhais

APP – Sindicato

Centro Social Pe. Arnaldo Jansen



, , ,

Sep/11

18

Podem me esquecer

Frans Lanting é holandês (Rotterdam/1951), e especializado em fotografia de natureza e vida selvagem. Hoje ele vive em Santa Cruz/Califórnia onde tem seu estúdio fotográfico e escreve, edita e produz seus livros sobre fotografia.

Clique aqui para ver mais fotos do Frans Lanting

, , , ,

Douglas Mansur

“Os caminhos de Dom Paulo em São Paulo” é o tema da exposição do repórter fotográfico Douglas Mansur que acontecerá nos dias 16 de setembro (às 19:30 h) a 23 de outubro de 2011, no espaço Mezanino da Praça do Iguaçu, no Memorial de Curitiba-PR, em comemoração aos 90 anos de vida e doação do Cardeal Arns que aniversaria hoje (dia14).

Mansur retrata a missão de Dom Paulo com a coletânea de 55 fotos. São 20 anos de trabalho, desde os anos de 1980, de Dom Evaristo Arns junto às Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), negros e indígenas.

Dom Paulo Evaristo Arns é uma das lideranças religiosas mais expressivas no Brasil, que atualizou o carisma franciscano em sua própria vida na luta pelo fim da desigualdade social, em defesa dos direitos dos pobres. Combateu a Ditadura Militar. Agiu em favor das vítimas da repressão e tornou-se o bispo da defesa dos direitos humanos dos pobres e excluídos.

Cardeal Arns é um brasileiro de Forquilhinha-SC, que ensinou nunca perder a esperança e a vencer o medo em nome do compromisso com a causa do Reino de Deus. Incentivou a formação e o fortalecimento das CEBs e ressaltou que a fé católica deve ser feita pelo povo, nas ruas, e não somente nos templos.

O Arcebispo emérito de São Paulo Dom Evaristo Arns é franciscano e, como São Francisco é testemunha do Evangelho para todas as gerações. Consagrado bispo em 1966. Elevado Arcebispo em 1970. Permaneceu à frente da Arquidiocese de São Paulo, como referência até o ano de 1998.

Hoje, vive na simplicidade franciscana em Taboão da Serra-SP, na Congregação Franciscana da Ação Pastoral. É co-fundador da Pastoral da Criança, irmão da Dra. Zilda Arns Neumann a quem, também, dedicou sua vida pela mesma causa, uma das vítimas do terremoto no Haiti, no dia 12 de janeiro de 2010.

Ir. Núbia Maria da Silva (IMC)
Coordenação Nacional da Pastoral da Criança
Ação Comunicação Popular

Clique aqui para conhecer o trabalho do Douglas Mansur.

, , , , , ,

A presidenta Dilma Rousseff apresentou hoje o plano de ampliação da rede de creches e pré-escolas municipais, além da construção e cobertura de quadras esportivas escolares. Os projetos integram o Plano de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2).

A nova etapa prevê a construção de 4.943 unidades em 1.466 municípios, somadas às 1.484 já em construção. É um passo a mais que se soma à meta já anunciada anteriormente de 6 mil creches. Durante o anúncio, a presidenta destacou: “Queremos garantir aos brasileirinhos e às brasileirinhas um futuro melhor do que seus pais tiveram”.

A construção das unidades de educação infantil está entre as metas do Plano Nacional de Educação (PNE): atender 100% das crianças de quatro e cinco anos até 2016 e 50% das crianças até três anos, estabelecida para 2020.

Está prevista também a construção de 6.116 quadras e cobertas outras cinco mil até 2014. Neste ano, foi aprovada a construção de 750 quadras em escolas municipais de todo o Brasil.

Clique aqui para ver mais fotos da Dilma Rousseff.

, , , , ,

Peço licença aos meus leitores, para tratar de um assunto sério da categoria da qual faço parte: a dos repórteres fotográficos.

Ao conversar com colegas “das antigas”, eles relembram que a Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Paraná (Arfoc/PR) era ativa, que aconteciam exposições, havia uma atenção maior com os profissionais, dizer que ser Arfoc era sinal de valorização da profissão, entre outras coisas.

A Arfoc/PR já não é mais assim, não tem correspondido aos anseios de seus associados. Vive somente da emissão de carteirinhas, que tem validade apenas para entrar em jogos de futebol. E os repórteres fotográficos que não cobrem futebol? Associam-se para ter qual beneficio?

É isto que temos que começar a discutir. Qual a finalidade de se associar numa organização? O que ela vai me trazer de bom para melhorar meu desempenho e profissionalismo? Filiado à Arfoc, o que terei de acréscimo na minha carreira?

Sou filiado à Arfoc e estou em dia com ela. E o beneficio que tenho é o de poder fotografar os jogos de futebol apenas. Nem quando fui registrar um torneio de luta precisei dela. Aliás, os caras nem sabiam o que era Arfoc.

Estamos em 2011 e uma organização com centenas de associados não tem nem um site. E esta é uma ferramenta importante nos dias de hoje, ainda mais para quem trabalha com imagem. Foi criado um grupo no Facebook, após alguns profissionais começarem a se organizar para pedir novas eleições. Mas para fazer parte de uma rede social, é preciso se cadastrar nela, o que limita muito.

Estados como Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul possuem site com informações valiosas. Como tabela de preços, textos sobre direitos autorais, direitos de imagem, exposições, links para os sites dos associados, etc. E o Paraná, que é um dos estados mais avançados da nação NÃO TEM!

Eu já fotografei no Estádio de São Januário no Rio, Estádio de Pituaçu na Bahia e no Estádio do Paulista, time do interior de São Paulo. Em todos eles havia um representante da Arfoc para não deixar que amadores tomem o espaço dos profissionais. Eu nunca vi nenhum representante da Arfoc/PR nos jogos em Curitiba.

Como citado acima, foi criado um Facebook, onde tem acontecido a tão temida censura. Sim meus amigos leitores, o moderador do grupo da Arfoc-PR nesta rede social tem censurado quem faz alguma crítica à atual gestão. Logo nós, que trabalhos com jornalismo e pregamos tanto a liberdade de expressão. Voltamos ao AI-5? Voltamos no passado, onde tinha um “censurador” que proibia tudo que era contrário ao poder vigente? Não podemos mais nos expressar? E vocês, caros conselheiros da atual gestão, o que tem a dizer? Foram consultados para criar um perfil “oficial” nas redes sociais?

E sem falar no desrespeito ao jornalista Osni Gomes, que fez um belo e prático texto para divulgar uma reunião com o atual presidente e este mesmo texto foi deletado. DELETADO. Com o argumento de que havia palavras chulas. Quem conhece o Osni sabe que ele não tem este perfil ao escrever. E em seu texto nada constava. Foi um atentado à democracia e um desrespeito com tal profissional das palavras escritas. E se nos comentários tivessem tais palavras, que somente eles fossem deletados.

E senão podemos comunicar os associados, de uma importante reunião, no canal “oficial” da instituição, demonstra que a Arfoc/PR realmente precisa tomar novos rumos. Não me interessa quem será a nova diretoria. Quero apenas poder ter orgulho em dizer que sou da ARFOC PARANÁ e que as pessoas saibam que organização é esta.

Não posso ficar calado. Pois como disse o profeta Jeremias: “Se eu calar, as pedras gritarão”.

Reforço o convite para a reunião com o presidente da Arfoc, para o próximo dia 19 de setembro, as 19h30, no Sindicato dos Jornalistas do Paraná, na Rua José Loureiro – 211, Centro de Curitiba.

Clique aqui para saber sobre a primeira mobilização para se ter novas eleições na Arfoc/PR.

, , , , , , , , , , , ,

Kiko Dinucci, Thiago Franca e Juçara Marcal, por Gina Dinucci

O compositor e violonista Kiko Dinucci, a cantora Juçara Marçal e o compositor e saxofonista Thiago França lançam o elogiado disco “Metá Metá”, em Curitiba em show no Teatro o Paiol, dia 23 de setembro (sexta-feira), às 21h00. O disco apresenta repertório com canções de compositores como Siba Veloso, Maurício Pereira, Lincoln Antonio, Douglas Germano, além de músicas de Kiko Dinucci e parcerias. O trio formado por Dinucci, Juçara e França investe em arranjos econômicos que ressaltam elementos melódicos e signos da música de influência africana no mundo.

O lançamento digital de “Metá Metá” aposta na integração entre música e imagem e traz vídeos assinados por artistas convidados. Os artistas plásticos Edith Derdyk, Tatiana Blass,Marcelo D`Salete e Gina Dinucci e o diretor de cinema francês Jeremiah são alguns dos nomes que colaboram com a produção visual do lançamento. O álbum está disponível gratuitamente no aplicativo musical Bagagem que traz as faixas em mp3, os vídeos de cada música, encarte e ficha técnica. O software também permite interação do ouvinte com os artistas por meio de uma rede social do próprio aplicativo.

O termo metá metá, na língua Iorubá, falada pelo grupo étnico africano que habita a Nigéria, faz referência à ideia da tríade. De acordo com o pesquisador Nei Lopes, no livro “Logunedé: Santo menino que velho respeita”, a palavra metá significa três. Assim, metá-metá pode ser traduzido, em um sentido mais próximo à tradição africana, como a síntese de três elementos em um.

Em “Metá Metá”, a tríade aparece nos arranjos para voz, violão e sax (ou flauta), que marcam boa parte do repertório. Percussão e bateria encorpam faixas como “Obá Iná”, de Douglas Germano, e “Vias de Fato”, parceria de Germano com Edu Batata e Kiko Dinucci. Há também o cavaquinho de Rodrigo Campos na música “Samuel”, parceria do músico com Dinucci.

SERVIÇO

Metá Metá,
Kiko Dinucci, Thiago França e Juçara Marçal

Teatro do Paiol

Praça Guido Viario s/n

Horario: 21h00

Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00

Infos: 32131340

Clique aqui para baixar o CD por completo.

, , , , ,

Posts antigos >>

Agenda

September 2011
M T W T F S S
« Aug   Oct »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930