Colabore com o projeto Águas para a Vida

Joka Madruga Fotografia
Repórter fotográfico

Na manhã deste domingo (30), realizou-se a 8ª Cavalgada do MST, no município de Itaberá, no interior de São Paulo. Desde cedo, cavaleiros e amazonas organizados em comitivas foram se reunindo às colunas nas Agrovilas, de onde seguiram para o bairro Engenheiro Maia e à Sede Regional do Movimento e da COAPRI.

Durante a atividade foram realizadas apresentações musicais, transmitidas ao vivo pela Rádio Camponesa, com a participação de militantes dos setores de cultura e comunicação do estado e da região.

Confira abaixo um ensaio fotográfico realizado pelo repórter fotográfico Joka Madruga. Clique nas imagens para ampliar.

AJUDE A REPORTAGEM FOTOGRÁFICA “ÁGUAS PARA A VIDA”.

Jovens ensaiam cantos para a benção inicial.

Animais descansam antes de iniciar a caminhada.

Cavaleiro antes do início.

Cavalgada passa pela Agrovila III.

Cavalgada no assentamento Pirituba, em Itaberá-SP.

Cavaleiros no assentamento Pirituba, em Itaberá-SP.

Cavaleiros no assentamento Pirituba, em Itaberá-SP.

Senhor Tonhão Montanha foi homenageado pelos cavaleiros.

Cavalos bebem água no meio do trajeto.

Cavaleiros no assentamento Pirituba, em Itaberá-SP.

Avô e neto esperam a chegada dos cavaleiros.

Cavaleiros chegam na sede do assentamento Pirituba.

Cavaleiros levam seus animais para tomar água no lago do assentamento Pirituba.

Dupla de violeiros animam a chegada dos violeiros.

, , , , , , , , , , , , ,

Rio Xingu, em Altamira-PA. Foto: Joka Madruga/Terra Livre Press

Águas para a Vida é uma reportagem fotográfica sobre os atingidos por barragens na Amazônia. Não é um projeto contra o progresso, mas a favor da vida. Ele se fundamenta no interesse de propiciar às pessoas o acesso a imagens sobre a luta dos atingidos pelas barragens de Belo Monte, Jirau, Santo Antônio e o Complexo Tapajós, na região amazônica.

Este projeto é um apoio ao povo amazônico que será afetado pelas usinas hidrelétricas. Ele irá contribuir no registro da história desta região brasileira, ao mostrar os danos de uma barragem antes, durante e depois de ser construída.

A reportagem acontecerá nos seguintes rios: Madeira (Jirau e Santo Antonio), Xingu (Belo Monte) e Tapajós (Complexo Tapajós). Serão cerca de 30 dias para fotografar.

Como contribuir?
Sua colaboração pode ser adquirindo uma “recompensa” com valores de R$20,00, R$35,00, $60,00, R$80,00, R$120,00 e outros mais.

Para contribuir e saber mais do projeto acesse este link: http://www.kickante.com.br/aguasparavida

Você ajuda um projeto social e ainda recebe um presente.

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Quer CONTRIBUIR com o projeto Águas para a vida e não sabe como? Siga os passos:

1. Acesse: www.kickante.com.br/aguasparavida
2. Veja as recompensas na direita dessa página e escolha a que melhor te agradar.
3. Clique sobre ela, selecione a forma de pagamento e finalize o processo.

FORMAS DE PAGAMENTO
Você pode pagar com os cartões de créditos Visa, Mastercard, Hipercard Diners Club e American Express ou boleto bancário.

Com colaborações acima de R$50,00 é possível parcelar em 6x nos cartões de crédito.

, , , , , , , , , , , , , , ,

Oct/14

25

O QUE É CROWDFUNDING?

Desde que coloquei o projeto Águas para a Vida no ar, algumas pessoas tem me questionado o que é isto.

A tradução deste “palavrão” é financiamento coletivo. É uma forma onde quem tem alguma boa ideia procura apoio na coletividade. Amigos, parentes e até estranhos que acreditam na mesma causa se dispõe a ajudar financeiramente. O proponente oferece algumas “recompensas”, com valores variados e as pessoas podem contribuir com a quantia que puder, para promover o sonho de alguém.

Fazer uma fotorreportagem sobre os atingidos pelas barragens de Belo Monte, Jirau, Santo Antônio e o Complexo Tapajós, todas na Amazônia, é meu sonho.

Me ajude a concretizar este sonho e ao mesmo tempo dar visibilidade para as pessoas e o meio ambiente, que sofrerão com os alagamentos destas usinas hidrelétricas.

Acesse: http://www.kickante.com.br/aguasparavida e escolha sua recompensa.

Você pode pagar em até 6x no cartão de crédito ou a vista. Também tem boleto bancário. Não deixe de ajudar. Participe desta ideia!

, , , , , , , , , , , , , ,

Criança que mora no bairro das palafitas, em Altamira-PA, que será atingido pela usina de Belo Monte. Foto: Joka Madruga/Terra Livre Press

O repórter fotográfico paranaense Joka Madruga acredita na coletividade e por isso aderiu ao “crowdfunding” (uma espécie de ‘vaquinha virtual’, onde as pessoas ajudam uma determinada causa e recebem uma recompensa)

Através da solidariedade Joka Madruga quer ir à floresta amazônica. Mais especificamente aos rios Tapajós, Xingu e Madeira. Lá, pretende fotografar o antes, o durante e o depois da construção de uma usina hidrelétrica. Mostrar seus impactos no cotidiano das pessoas atingidas e na natureza. Segundo o repórter fotográfico, “o objetivo é fazer uma reportagem fotográfica para narrar a história de pessoas simples que vivem na Amazônia brasileira. Mostrar o impacto das barragens das usinas hidrelétricas de Jirau, Santo Antônio, Complexo Tapajós e Belo Monte”.

O resultado do trabalho será distribuído, gratuitamente, para sites de notícias, ONGs, sindicatos, associações e blogs. Para contribuir basta entrar no site do projeto, escolher uma recompensa, fazer o cadastro rapidamente e concluir. É fácil e ágil.

O autor

Joka Madruga é repórter fotográfico com registro profissional no Ministério do Trabalho e Emprego, associado à Arfoc (Associação de Repórteres Fotográficos e Cinematográficos) e vive em Curitiba-PR faz 16 anos. É editor da agência de fotojornalismo Terra Livre Press, que colabora com movimentos sociais, sindicatos e ONG’s.

Realiza trabalhos voluntários para movimentos sociais e ONGs que lutam por um mundo melhor e atende profissionalmente sindicatos que defendem os trabalhadores.

Esteve na Venezuela em 2012 para fotografar o Encontro da Juventude Latino-Americana nas cidades de Caracas, Valera e Trujillo e voltou em 2013 para registrar a eleição presidencial. Em junho do mesmo ano esteve na Guatemala para uma reportagem fotográfica sobre assassinato e perseguição a sindicalistas.

Em setembro de 2013 iniciou o projeto “Águas para a vida”, ao fotografar atingidos por barragens em Altamira e Itaituba, no Pará, norte do Brasil, a convite do Movimento dos Atingidos por Barragens. Uma foto desta viagem será exposta em Nova Iorque, no prédio da ONU.

Realizou exposições fotográficas, documentários e presta serviços para agências de fotografia, empresas, sindicatos, ONG’s (direitos humanos movimentos sociais).

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Foto: Joka Madruga/SEEB Curitiba

O primeiro dia da Greve Nacional dos Bancários, nesta terça-feira, 30 de setembro, registrou 165 agências fechadas na base do Sindicato dos Bancários de Curitiba e região. Somados aos 11 Centros Administrativos que também estão parados, já são 11.100 bancários de braços cruzados na capital paranaense, número que representa mais de 60% dos 18 mil trabalhadores.

CLIQUE AQUI para ver mais fotos.

, , , , , ,

Serra Catarinense, por Lucas Pontes, que ficou em segundo lugar em 2013.

O concurso Prix Photo Web 2014, promovido pela Aliança Francesa do Brasil, destinado à fotógrafos profissionais e amadores, tem como objetivo estimular o registro da cultura franco-brasileira, além de promover o intercâmbio entre Brasil e França. O tema desta quinta edição é: Dia de Festa na França e no Brasil. As fotos podem ter sido tiradas em solo brasileiro ou francês e as inscrições devem ser feitas no site do evento até o dia 2 de novembro.

Serão três prêmios. Dois pelo júri oficial que o primeiro colocado receberá R$10.000,00 e o segundo R$5.000,00. E o terceiro será pelo júri popular, que será contemplado com uma passagem aérea Rio/Paris/Rio ou Paris/Rio/Paris.

Em 2013 o paranaense Lucas Pontes ficou com o segundo lugar do júri oficial, com ensaio Serra Catarinense.

Confira aqui o regulamento do concurso e aqui para fazer as inscrições.

, ,

Foto: Joka Madruga

Em assembleia realizada no dia 25 de setembro, os bancários de Curitiba e região rejeitaram a contraproposta da Fenaban e aprovaram greve por tempo indeterminado a partir de 30 de setembro.

CLIQUE AQUI para ver mais fotos deste evento.

 

.

, , , , , , , , , ,

 

Foto: Joka Madruga

Os jogadores Joel do Coritiba e Egidio do Cruzeiro em lance durante a partida entre Coritiba PR e Cruzeiro MG, válida pela Série A do Campeonato Brasileiro 2014, no estádio Couto Pereira em Curitiba, PR, na noite desta quarta-feira (24).

CLIQUE AQUI para ver mais fotos deste jogo.

 

.

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Posts antigos >>

Publicidade

Colabore para a manutenção do BLOG
# Compre Fotos
Anuncie aqui